header images

In Touch

With Tomorrow

Potência do motor hidráulico


ATENÇÃO: o cálculo não verifica, se o tipo do motor hidráulico escolhido é adequado à queda e caudal pretendidos, serve só para uma orientação rápida. A gama de aplicação de motores hidráulicos encontra-se na descrição de cada tipo.


Equação de cálculo:

A potência no veio do motor hidráulico depende do caudal, queda líquida e do rendimento do motor.

potência  P   [watt]  = 0,0981  ×  caudal  Q   [ltr./sec.]   ×  queda  H   [metros]   ×  rendimento  [%]

Queda "H" entende-se queda líquida. É queda bruta descontando as perdas de carga na captação, grelha de limpeza, conduta e no canal de restituição. Estas perdas são provocadas por movimentação de água (caudal), necessária para chegar ao motor hidráulico. Quando o motor pára, a água estabiliza num nível mais alto. Por isso temos de ter isso em consideração quando fazemos os cálculos.

Caudal "Q" é quantidade de água que passa relmente pelo motor hidráulico.

Temos de ter em consideração que o rendimento do motor hidráulico varia com caudal turbinado.

Valores aproximados dos rendimentos em relação ao caudal turbinado:

Tipo
do motor hidráulico
Caudal turbinado
(relação entre caudal turbinado e caudal nominal)
10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 90% 100%
Roda de água
68
75
75
75
75
75
75
75
75
75
Turbina Kaplan
15
70
85
88
90
90
90
90
88
85
Turbina Francis lenta  
35
60
71
78
80
82
82
80
79
Turbina Francis rápida    
15
58
72
78
82
82
82
80
Cross-flow  
40
60
68
72
74
75
74
72
70
Parafuso de Arquimedes
60
74
77
78
80
80
80
80
80
78
  Rendimento (de pequenas máquinas) em %

A potência calculada parece pouca? ATENÇÃO, água trabalha, em média, 24 horas por dia, 270 dias ou mais por ano, por isso até uma potência pequena pode fazer muito trabalho.


Voltar para Guia do entusiasta das micro-hídricas